domingo, 16 de outubro de 2011

Cada coisa ao seu tempo foi o que eu ouvi dizer...

Tudo aquilo que se resume em um pode-se dizer que são vários? ou um só em forma de topcos? Enfim resumo de tudo aquilo que aconteceu mas a preguiça ganhou parte do papel na minha vida esses dias.
Esquecer o caos la fora talvez seja o motivo de tanta tranquilidade que impera dentro do meu peito e do meu lar, bom vou parar de enrolar e começar...

Quinta- feira, acordo de manha com uma sms dizendo que devo ir para o Guaruja. Meu coração disparou e eu disse Deus por favor na agência da balsa não não não. Advinha pra onde me mandaram? Pra porra da agência da balsa! Não contente mas por dentro totalmente contente eu fui, peguei o caminho que eu não pegava há anos. Atravessei a balsa e fui. Sentei na estação para esperar o ónibus sendo que eu sabia que só precisava andar duas quadras, mas não! A Amanda queria sofrer, queria relembrar e sentar no mesmo lugar que ela sentava para ver aquela tal pessoa que ela citou no post anterior que amou muito.
Pegou o bus e advinha onde se localiza a agência? Praticamente na esquina da casa desta pessoa. O meu coração parava e batia loucamente. O cheiro do Guarujá permanecia o mesmo, e parecia que nada tinha mudado depois daquele ano e alguns meses.
Enfim, respirei entrei e logo me recepcionaram com sorrisos. Ser sobrinha de quem eu sou me da benefícios em alguns lugares ou não as vezes. Mas o fato é que tudo que eu consegui foi com o meu mérito e assim espero ser vista por todos, mas muitas vezes sei que não. Mas sentei naquele lugar e fiquei fitando cada pessoa que entrava pela porta. Meu coração disparava mas eu sabia que eu não veria. Pensei mil vezes em ir ate a casa para rever os familiares mas a coragem saia do meu corpo.
Eu pensei varias coisas e criei historias e cenas na minha mente mas no fim era tudo falso! Ai Amanda já são 17h e vc ainda ae sonhando. Ok, vamos embora.
Resolvi voltar a pé. Andei e olhei para tudo aquilo ali bem familiar, mas no fundo me batia uma angustia...

Voltei para casa e não lembro muito bem o que fiz, mas foi mais ou menos isso...

Sexta-feira. Acordo com o dilema de para onde irei hoje?! Mas desta vez bati o pé e disse que ia para minha agência. Afinal tinha o cabelo marcado as 18h e nao iria chegar atrasada, assim pensei...
Tive uma conversa bastante construtiva com a minha gerente sobre religião, novela e espírito. Enquanto ela falava eu ouvia e não conseguia olhar nos olhos dela pois não me trás confiança mas sorria e por fim é isso que devo fazer as vezes.
Sai do banco encontrei um amigo e tivemos uma breve conversa ate algumas quadras de casa, andar e pensar na vida é bom as vezes.
Cheguei em casa as 17h tomei banho me troquei e me cartão? Cade a porra do meu cartão e com isso eu via meu fim de semana ir embora pois nao tirei dinheiro. Penso que essa minha sina de perder cartões é só pelo fato de trabalhar no banco e poder ter vários ou não!
Enfim, fui cortar o cabelo, cheguei 15min atrasada e fui falando sozinha o caminho todo... Falta do que fazer provavelmente.
Conversei com a Cris, cortei o cabelo e pronto agora vamos seguir a vida. Parecia que cada vez que caia um fio de cabelo no chão algo de ruim do meu passado ia embora, e eu deixei essa sensação se prolongar.
Voltei para casa, comi algo e a Giovanna foi me buscar. Conversas, conversas. Nossa como eu me sinto segura ao lado dessa coisa chata na minha vida. Mas é como a irmã que eu não tive, aquela que sempre sabe o que dizer saca?! Essa á a Gih!
Encontramos as meninas da banda em uma pracinha em frente a praia e amigos, violões, cajon, sorrisos e skate reinava.
Voltei cedo para casa conversei com a mãe e fui dormir...

Sábado e Domingo foram nulos, passei deitada no sofá dormindo ou vendo algo. Ate o fim da noite que por vez me deu um frio na barriga.
Duas amigas idiotas que tem minha senha no face ficam adc pessoas e esse fds elas estavam no panamericano com certeza, e venceram a categoria de ''vamos adc mil meninas no face da Mandy''.
Imagina minha cara quando eu vi isso e as pessoas vinham falar comigo?! Sendo que, de todas uma Isabella, mais uma na minha vida de 2873967833 isas conseguiu um pouco da minha atenção. Conversamos sobre vida, e coisas e descobrimos que sempre estamos nos mesmos lugares, so que nunca nos vimos. Interessante não?! Combinamos também de ensinar a andar de patins e coisas. E eu não sei pq, mas nao queria parar de falar, ate que ela se despediu nao querendo e a despedida demorou no mínimo uns 10min. E concluímos que nao foram as meninas que adc ela nem ela que me adc e sim que deveríamos nos conhecer por isso aconteceu...

Enfim, deu um frio na barriga logo depois de algo bom, mas eu sacudi a cabeça daquele meu modo de embaralhar as coisas para nao encontrar mais as frases prontas.

Bom, amanha espero que tenha parado de chover pois quero sair com meu skate e ver o por do sol com aquele meu Rayban lilás.

o dia que eu paro de sentir saudades de alguem eu me preocupo de verdade. Pois só assim tenho certeza de que eu deixei de me importar e isso é ruim pelo meu parecer.... assim que esta sendo com um ou dois, infelizmente...

To precisando ir viajar, e to precisando para ontem pois esse ar aqui esta mais viciado do que nunca, das nossas lembranças e de pessoas que não influenciam em nada mais na minha vida.
Bom vamos com a vida meio sem roteiro e a gente escreve juntos o que quiser, claro pra quem quiser vir comigo <3

Lembrando que eu nunca leio e muito menos corrijo o que eu escrevo...

Só pra ver no que vai dar....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário